3ª EDIÇÃO NOVEMBRO 2017: A EDUCAÇÃO

Hotel Ritz Four Seasons

Chef David Jesus

Ver Biografia

“Desde que eu era criança, sempre adorei cozinhar e estar na cozinha. Meus pais foram os que me encorajaram e desenvolveram esta minha paixão por cozinhar. Para mim, cozinhar é conhecimento e conforto. Há sempre muito para aprender e explorar: é fascinante observar e estudar as características de cada culinária, as diferenças e influências de cada cultura, e procurar os inúmeros produtos que ainda não foram descobertos. ”

TREINAMENTO

Curso de Formação Profissional nas áreas de Cozinha / Pastelaria, na Escola de Turismo e Turismo de Lisboa, com duração de 3 anos (1995/1998).

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

Desde janeiro de 2011, David Jesus é chefe de cozinha da Belcanto, além de ser também responsável pela supervisão das cozinhas de todos os restaurantes do Grupo José Avillez. Antes disso, trabalhou no Restaurante Tavares, como Head Chef, com o Chef Executivo José Avillez. Entre 1999 e 2008, ele foi o Head Chef de vários restaurantes e hotéis de prestígio. Desde 1996, estuda regularmente em importantes cozinhas internacionais: no Restaurante Quique Dacosta (3 estrelas Michelin) em 2014, Celler Can Roca, (3 estrelas Michelin) em 2011, ou Mugaritz (2 estrelas Michelin) em 2008, por exemplo.

Chef Fabian Nguyen

Ver Biografia

Nascido na longíqua ilha de Vanuatu, no Oceano Pacifico, Fabian formou-se no prestigiado Lycée François Rabelais. Contando já com uma impressionante carreira, Fabian começou o seu percurso no restaurante Domaine De Clairefontaine, galardoado com estrelas Michelin, sob as ordens do Chef Philippe Girardon, considerado por muitos o melhor profissional de gastronomia em França.

Quatro anos mais tarde, mudou-se para o Le Buerehiesel, em Estrasburgo, o restaurante de Antoine Westermann, premiado também ele com três estrelas Michelin. Depois da estadia no Four Seasons Hotel des Bergues, em Genebra, Fabian passou para o Ritz Four Seasons Hotel Lisboa, onde está desde abril de 2013.

Chef Miguel Laffan

Ver Biografia

Natural de Cascais, Miguel Laffan procura, na sua cozinha, reinterpretar de uma forma contemporânea as raízes da cultura gastronómica portuguesa, equilibrando sabores e viagens pelo mundo fora, com ingredientes secretos e exóticos. Chef tem uma abordagem muito proativa dentro da sua cozinha. Acredita que só através de uma pesquisa insaciável, da determinação e do rigor ºe que se atinge uma cozinha de excelência. Para ele é tão importante a frescura de um alimento como a frescura mental de quem o transforma. Este equilíbrio é a sua grande referencia, senda a partir desta filosofia que cria equipas de sucesso.

O L’AND, (L’AND Vineyards Wine Resort) em Montemor-o-Novo onde ganhou a sua 1º Estrela Michelin e única no Alentejo. O conceito do restaurante L’AND procura afirmar a nova cultura gastronómica portuguesa, refletindo a nossa história e a nossa cultura, integrando também as experiências e ingredientes resultantes dos descobrimentos no Oriente. Transportando os visitantes numa viagem gastronómica, a cozinha do chefe Miguel Laffan inspira-se no ambiente natural que rodeia o L’AND VINEYARDS para criar a carta do restaurante com pratos de influência alentejana com uma interpretação atual.

O ML Chicken All Around – Mercado da Ribeira – Conceito da sua autoria pensado para partilhar culturas e viagens.
Somos, provavelmente, o povo com mais influencia ditada no mundo e até certa altura da nossa historia fomos influenciados por Miguel Laffan culturas longínquas e  exóticas. Queremos resgatar essa portugalidade esquecida ou escondida. Queremos proporcionar, mas acima de tudo, dar a conhecer sabores e aromas de países que os mais jovens sonham em visitar e os mais velhos sonham em regressar.

A Tap – Foi convidado para promover a cozinha de autor portuguesa participando no desenvolvimento de menus servidos em classe executiva da sua autoria. Faz parte da selecionada equipa de Chefes que a Tap escolheu para promoverem a gastronomia portuguesa em ações em todo o mundo.

É Embaixador da Marca de Bacalhau Riberalves desde Junho de 2017. A sua assumida paixão pelo bacalhau tradicional português fez com que nascesse esta parceria Miguel Laffan / Riberalves. Foi convidado a potenciar novos caminhos para o bacalhau pronto a cozinhar tendo como missão desenvolver e apresentar diversidade na cozinha de autor.

Miguel Laffan conta com participações em vários livros portugueses como: “Receitas Deliciosas para Doentes Oncológicos em tratamento” – Coleção Atitude; “Os 100 melhores Azeites de Portugal”, por Edgardo Pacheco; “Isto não é um livro de receitas” de Nelson Nunes entre outros.

A sua base é de cozinha francesa. No seu caminho de aprendizagem constam algumas das referências que já provaram ser “escolas” de sucesso, formando muitos dos melhores Chefs atuais. Constam no seu curriculum restaurantes de 1 a 3 estrelas Michelin em Espanha, França, Brasil, Ilha da Madeira e Alentejo.

Chef Pascal Meynard

Ver Biografia

“Sou um fã de tudo relacionado com o oceano, desde peixe e marisco a body board e kayaking. Portugal e o Atlântico têm tudo a ver comigo.”

Carreira na Four Seasons
Desde 1991
Primeiro hotel Four Seasons: Chef Garde Manger, Le Quatre Saisons Montréal (um ex-Four Seasons hotel)

Histórico
Four Seasons Hotel des Bergues Geneva; Le Quatre Saisons Montréal (um ex-Four Seasons hotel); abriu o seu próprio restaurante em Canmore, Canada; foi consultor na abertura de um restaurante em Hobart, Tasmania; trabalhou em vários restaurantes Franceses de topo, incluindo o estrela-Michelin Ithurria, no País Basco, o estrela-Michelin Le Pré Catelan, em Paris e o Pavillion Royale, também em Paris.

Naturalidade: Amiens, França

Educação
Completou cursos profissionais em várias instituições internacionais de culinária, incluindo o Culinary Institute of America e a Escola Alain Ducasse em Paris; certificado profissional em cozinha Francesa e clássica, Ecole Hôtelière de Soissons, em França.

Línguas: Francês, Inglês e Português

Pascal Meynard, Chef Executivo do Ritz Four Seasons Hotel Lisboa, é um amante de desportos radicais. De nacionalidade dupla Francesa e Canadiana, cresceu a fazer surf e kayak no País Basco, onde regressa todos os verões para experimentar os mais recentes desportos aquáticos. “Adoro white-water rafting e surf-kayaking, é uma enorme adrenalina”, diz o Chef. Meynard é fã de todo o tipo de actividades exteriores – “Levam-me sempre a novos desafios”. E se puderem ser feitos com a família e amigos, melhor ainda. Gosta particularmente de levar as suas filhas, Oyana e Shan, a passear de kayak e a pescar
em alto mar: “Mesmo que cheguemos a casa sem termos pescado nada, é impossível não estar de bom humor depois de um dia inteiro juntos no barco.”

O seu espírito aventureiro tem tido um impacto enorme na sua carreira. Sempre em busca de novas técnicas, produtos e inovações que pode utilizar na sua cozinha, o seu sonho é “viajar o mundo a conhecer novas culturas, técnicas, pratos e ingredientes.”

Já começou bem, tendo sido consultor na abertura de um restaurante especializado em marisco em Hobart, na ilha da Tasmânia. Para a sua primeira aventura a solo, fez uma viagem de 5 dias até aos recantos mais escondidos das Montanhas Rockies Canadianas – onde vivem ursos, coyotes e pumas – acabando por comprar um restaurante na pequena cidade montanhosa de Canmore.

“Era um sítio muito remoto e escondido, mas os produtos eram excepcionais,” explica o Chef. E as actividades também; “no inverno, havia ski alpino, motas de neve, downhill e trenós caninos, e no verão havia escalagem livre, cavalos e trilhos de montanha.”
De volta a França, o Chef Pascal gosta de jogar o tradicional jogo Basco de “cesta punta” (semelhante ao squash). Também gosta dos bolos Bascos locais. Para outro tipo de comida, atravessa a fronteira até San Sebastian para “as melhores tapas em Espanha”: “Visitar esta região inspira-me sempre. A comida é simples, colorida e saborosa – exactamente como devia ser.”

“Em Portugal, gosto de me perder… Foi assim que recentemente descobrí as magníficas ostras do Moinho dos Ilhéus na Ria Formosa no Algarve!”

Hotel Intercontinental Porto

Chef Francisco Pico

Ver Biografia

Formado pela Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril, Francisco Pico deu os primeiros passos como Chefe em Portugal, tendo passado pelo restaurante Eleven ou pelo Ritz-Carlton Penha Longa. Porém, foi além-fronteiras que cimentou o conhecimento e apurou a arte da culinária.

A aventura fora de portas teve início em 2010 como Chef de Partie no restaurante Le Meridien Piccadilly Hotel, em Londres. No ano seguinte exerceu as mesmas funções no Winter Garden (restaurante com uma estrela Michelin) do hotel The St. Regis Florence, em Itália.

Seguiu-se o regresso à capital inglesa, em 2012, onde assumiu o cargo de Junior Sous Chef no restaurante One Twenty One Two (premiado com duas rosettes). Dois anos depois, já como Sous Chefe, trabalhou no Hilton London Paddington e mais tarde no St Pancra Renaissance Hotel by Marriot. Durante este período, Francisco Pico frequentou o curso de Food Science and Nutrition na London Southbank University.

No início deste ano, Francisco Pico mudou-se para um destino mais quente e luminoso: as Caraíbas. Aí assumiu a função de Sous Chef do The Pink Sands Club Resort.

Agora no regresso a “casa”, o Chefe pretende elevar o nome do restaurante Astória e oferecer uma visão moderna da cozinha mediterrânea.

Chef Miguel Castro e Silva

Ver Biografia

Natural do Porto (1961), abriu o seu primeiro restaurante ‘Quinta do Vales’ na Maia, em 1991, seguindo-se, em 1993, o ‘Restaurante do Miguel’ na Foz, Porto, então considerado pela revista ‘Exame’ como um dos doze melhores restaurantes de Portugal. Em 1997 abre o ‘Bull & Bear’, classificado com 3 Sois no guia Repsol e, entre outras distinções, recebido o Garfo de Ouro nos guias publicados pelo ‘Expresso’ e tendo sido seleccionado como um dos 25 melhores da Europa pelo ‘Financial Times’ (27/03/04). Foi ainda consultor da Fundação Serralves, tendo impulsionado a área de alimentação.

Em 2001 é eleito cozinheiro do ano pela Academia Portuguesa de Gastronomia.

Em 2007 abre no Porto um conceito de petiscos Portugueses.
Publicou os livros “Uma Cozinha de Aromas” (2001) e “The Food & Cooking of Portugal” (2007) e “Na cozinha de Miguel Castro e Silva” (2017) tendo ainda participado em várias outras edições.

Muda-se para Lisboa em 2009 e abre em Setembro o primeiro deCastro, cozinha petisqueira que ganha rapidamente notoriedade. Entre 2010 e 2015 colabora com o Restaurante Largo.

Actualmente tem um deCastro em Gaia com a Gran Cruz e em Lisboa dois LESS (Principe Real e Baixa), o Lumni e o Mercado Café, para além de um espaço no Mercado Time Out.

Com vasto currículo internacional, tendo participado em eventos gastronómicos em diversos países e representado Portugal no estrangeiro em várias ocasiões, Miguel Castro Silva está entre os grandes mestres da cozinha em Portugal.
Referencia no domínio das novas tecnologias é consultor industrial e na área da grande distribuição, com responsabilidade no desenvolvimento de novos conceitos nas áreas do atendimento e livre serviço de pratos cozinhados. Desde 2006 desenvolve refeições prontas produzidas em vácuo a baixa temperatura.

Acompanha ainda alguns Hospitais particulares com o objectivo de melhoria da qualidade das refeições servidas ao doente e público em geral.

É também responsável pelo desenho de cozinhas industriais dentro e fora de Portugal.

Chef Miguel Rocha Vieira

Ver Biografia

Miguel Vieira, 39 anos, nasceu e viveu em Cascais até aos seus 19, quando rumou a Londres para estudar gastronomia na prestigiada escola de cozinha “Le Cordon Bleu”. Desde então, e com uma sólida  formação na cozinha clássica, passou por restaurantes de topo em Inglaterra, França e Espanha, até chegar a Budapeste, em 2008, para abrir o restaurante Costes, para o qual ganhou em 2010 a primeira e então única estrela Michelin da Hungria.

A sua prestação como júri no programa de gastronomia Masterchef, da TVI, granjeou-lhe a admiração e o respeito do grande público, mas é também um dos cozinheiros portugueses mais consistentes da atualidade. Miguel Vieira é o primeiro português a assumir a chefia de uma das mais prestigiadas e influentes cozinhas do país – Restaurante Fortaleza do Guincho.

Chef Tiago Bonito

Ver Biografia

Com apenas 30 anos, Tiago Bonito, original de Coimbra, define o seu trabalho como uma busca pela harmonia perfeita entre a tradição e origem.

Tem vincado o seu percurso no cenário da cozinha nacional e internacional, primando pela originalidade e autenticidade de sabores apresentados em cada momento.

Os seus menus configuram-se como uma experiência sensorial num cenário inesquecível.

Nas suas criações cada ingrediente completa uma palete de memórias e experiências que combinadas contam uma história inolvidável, maravilhando e surpreendendo o cliente pela incrível combinação de genuinidade e sagacidade.

Refletem as suas raízes e as suas vivências, sendo clara a sua ligação com o mar e com a costa portuguesa, reflexo do início da sua carreira no Algarve e da sua paixão pela pesca, essência, riqueza e respeito na confeção dos produtos.

Após um percurso dourado nas melhores cozinhas nacionais, Tiago Bonito assume o fogão do emblemático Restaurante Largo do Paço lançou a sua nova carta a Outono com um menu que promete suplantar os já incríveis “Caminhos” e “Identidade”.

2ª EDIÇÃO NOVEMBRO 2016: MAKE-A-WISH

Hotel Intercontinental de Lisboa

Chef Eddy Melo

Ver Biografia

Nascido nos Açores em 1956, foi viver para o Canadá em 1970.

O seu percurso escolar e profissional foi feito entre o Canadá, os Estados Unidos da América, a Jamaica, intercalado com algumas vindas à Europa.

Eddie Melo começou a trabalhar nesta unidade hoteleira em 1993, possuindo já uma larga experiência comoChefe Executivo de hotéis como : o Montreal Airport Hilton Hotel, Hyatt Regency Hotel, Montreal Grand Hotel, Ramada Renaissance du Parc Hotel, todos em Montreal, o Sans Souci Hotel & Spa na Jamaica, o Chante Clair Hotel – Laurentide, entre outros.

Para Eddie Melo o segredo de uma boa cozinha reside na utilização de produtos frescos e de primeira qualidade cozinhados com simplicidade e perícia para que os paladares característicos não se percam e que o produto final a ser apresentado ao cliente possa reflectir o saber e a excelência da sua confecção.

Chef Jorge Fernandes

Ver Biografia

Jorge Fernandes tem 30 anos e é atualmente Chef Executivo do Hotel Intercontinental do Estoril, lugar que ocupa desde 2015.

Com apenas 14 anos decide iniciar-se no mundo da cozinha, entrando para a Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa. Após terminar o curso, ingressa no mercado de trabalho e faz dois estágios profissionais em hotéis de 5* na cidade de Lisboa, onde desenvolve o gosto pela hotelaria.

O seu primeiro emprego é no Hotel Ritz Four Seasons e é aí que surge a oportunidade de passar por França, na Côte D’Azur, onde faz um estágio num hotel da cadeia com 1* Michelin.

Depois desta experiência no ramo hoteleiro muda-se para a restauração, fazendo a reabertura do Restaurante Praia Caffé em Oeiras. Dois anos mais tarde passa para o Restaurante Rio’s, também em Oeiras, e com 23 anos é promovido a Chef de Cozinha deste restaurante.

Foi um dos responsáveis pela produção de eventos de grande dimensão na cidade de Lisboa, sendo disso exemplo o Rock in Rio Lisboa 2014 e Volvo Ocean Race 2015.

Em 2015 estreia-se como Chef Executivo de Cozinha no Hotel InterContinental do Estoril, tendo feito a abertura
do Atlântico Bar & Restaurante, em Fevereiro de 2016.

Desde 2006 que faz parte das Equipas Olímpicas de Cozinha, tendo representado Portugal em diversas provas pelo mundo, entre as quais se destacam: Campeonato Mundial de Cozinha, Olimpíadas de Cozinha, Villeroy & Boch Culinary Word Cup, Global Chefs Challenge Sul da Europa.

Chef João Oliveira

Ver Biografia

Nascido em 1986 e natural do Porto, desde cedo reconheceu o papel que a cozinha tem na sua vida.

Humilde, dinâmico e dedicado, traça um futuro promissor, fazendo parte da equipa do Restaurante Largo do Paço, no hotel Casa da Calçada em Amarante quando ganharam a estrela Michelin. Em 2010 como Sub Chefe no Restaurante do The Yeatman, voltou a ter esse privilégio de fazer parte da equipa quando ganharam a primeira estrela do restaurante.

Mais recentemente exerceu a função de Chef de Partida no Restaurante Vila Joya um dos mais mediáticos e restaurantes em Portugal e no mundo que conta com duas estrelas Michelin.

A paixão por cozinhar constitui um elemento vital na sua identidade e em 2015 associa-se ao projecto Bela Vista Hotel & Spa – Relais & Châteaux como Chef Executivo.

Na gastronomia, as suas inspirações são do norte dos pais e juntamente com a cozinha mediterrânea.

Procura acima de tudo respeitar todos os sabores originais de cada alimento e respectiva frescura, comprometendo-se a oferecer uma experiência gastronómica distinta e memorável.

Chef Rui Paula

Ver Biografia

Rui Paula nasceu no Porto, em 1967, mas foi no concelho duriense de Alijo, nas férias passadas em casa da família, que desenvolveu desde cedo o gosto pela cozinha, influenciado pela forte ligação à avó materna e às comidas que esta preparava baseadas em receitas antigas e no uso dos produtos da terra.

Em 1994 abre o seu primeiro restaurante, o Cêpa Torta, em Alijó, restaurante que manteria durante 16 anos, num percurso de afirmação de uma cozinha de inspiração tradicional e regional a que foi acrescentando uma roupagem moderna e distinta.

Em 2007, abre o Restaurante DOC (Degustar, Ousar e Comunicar).

Em pouco tempo, desenvolvendo uma cozinha de autor mas fundada nas melhores tradições do Douro e no uso de produtos de qualidade certificada, o chefe Rui Paula e a sua equipa transformaram o DOC num espaço sem igual no Douro, à altura da grandeza do cenário envolvente.

Em 2010, Rui Paula inicia uma nova etapa no seu percurso de sucesso, com a abertura do restaurante DOP, no Palácio das Artes, na zona histórica do Porto. É um regresso às origens que assenta no desafio de criar um restaurante igualmente distinto nesta cidade.

Em 2011 Rui Paula aceita o desafio de ser o Chefe Consultor do renovado Hotel Vidago Palace, considerado um dos mais famosos hotéis históricos de luxo em Portugal.

Em 2013 Rui Paula avança com um novo projecto no Recife com a abertura do Rui Paula Recife, no luxuoso Shopping Riomar.

Em 2014, Rui Paula integra o Júri do Programa Masterchef Português e prepara-se para abrir um novo restaurante em Leça da Palmeira “Restaurante Boa Nova”, um edifício construído sobre um penhasco junto ao farol de Leça, obra do famoso arquiteto Siza Vieira.

1ª EDIÇÃO 2014/2016: APGES

Hotel Palácio Estoril

Chef Miguel Laffan

Ver Biografia

Natural de Cascais, Miguel Laffan procura, na sua cozinha, reinterpretar de uma forma contemporânea as raízes da cultura gastronómica portuguesa, equilibrando sabores e viagens pelo mundo fora, com ingredientes secretos e exóticos. Chef tem uma abordagem muito proativa dentro da sua cozinha. Acredita que só através de uma pesquisa insaciável, da determinação e do rigor ºe que se atinge uma cozinha de excelência. Para ele é tão importante a frescura de um alimento como a frescura mental de quem o transforma. Este equilíbrio é a sua grande referencia, senda a partir desta filosofia que cria equipas de sucesso.

O L’AND, (L’AND Vineyards Wine Resort) em Montemor-o-Novo onde ganhou a sua 1º Estrela Michelin e única no Alentejo. O conceito do restaurante L’AND procura afirmar a nova cultura gastronómica portuguesa, refletindo a nossa história e a nossa cultura, integrando também as experiências e ingredientes resultantes dos descobrimentos no Oriente. Transportando os visitantes numa viagem gastronómica, a cozinha do chefe Miguel Laffan inspira-se no ambiente natural que rodeia o L’AND VINEYARDS para criar a carta do restaurante com pratos de influência alentejana com uma interpretação atual.

O ML Chicken All Around – Mercado da Ribeira – Conceito da sua autoria pensado para partilhar culturas e viagens.
Somos, provavelmente, o povo com mais influencia ditada no mundo e até certa altura da nossa historia fomos influenciados por Miguel Laffan culturas longínquas e  exóticas. Queremos resgatar essa portugalidade esquecida ou escondida. Queremos proporcionar, mas acima de tudo, dar a conhecer sabores e aromas de países que os mais jovens sonham em visitar e os mais velhos sonham em regressar.

A Tap – Foi convidado para promover a cozinha de autor portuguesa participando no desenvolvimento de menus servidos em classe executiva da sua autoria. Faz parte da selecionada equipa de Chefes que a Tap escolheu para promoverem a gastronomia portuguesa em ações em todo o mundo.

É Embaixador da Marca de Bacalhau Riberalves desde Junho de 2017. A sua assumida paixão pelo bacalhau tradicional português fez com que nascesse esta parceria Miguel Laffan / Riberalves. Foi convidado a potenciar novos caminhos para o bacalhau pronto a cozinhar tendo como missão desenvolver e apresentar diversidade na cozinha de autor.

Miguel Laffan conta com participações em vários livros portugueses como: “Receitas Deliciosas para Doentes Oncológicos em tratamento” – Coleção Atitude; “Os 100 melhores Azeites de Portugal”, por Edgardo Pacheco; “Isto não é um livro de receitas” de Nelson Nunes entre outros.

A sua base é de cozinha francesa. No seu caminho de aprendizagem constam algumas das referências que já provaram ser “escolas” de sucesso, formando muitos dos melhores Chefs atuais. Constam no seu curriculum restaurantes de 1 a 3 estrelas Michelin em Espanha, França, Brasil, Ilha da Madeira e Alentejo.

Chef Bernhard Pfister

Ver Biografia

A formação e experiencia do Chef Berhard Pfister foi conquistada na Alemanha, em França e em Portugal.

Formou-se como Chef de Cozinha Mediterrânica na Escola de Formação Profissional Alain Ducasse em Paris.

Do seu percurso profissional destacam-se as funções que exerceu em diversas unidades hoteleiras de quatro e cinco estrelas na Suíça, Irlanda e em Portugal (Meridien Atlantic Park e Farol Design Hotel, entre outros), tornando-se Chefe Executivo do Hotel Palácio Estoril, desde 2008.

O seu estilo culinário contemporâneo muito próprio é inspirado na alta cozinha francesa, combinando a mesma com influências mediterrânicas e asiáticas.

Sempre em busca da criatividade, procura imprimir nas suas criações o lema “qualidade e perfeição”, afirmando-se um “incondicional dos ingredientes frescos”.

O Chef Pfister é também um estudioso de nutrição e dietética, tendo adquirido experiência nessa área trabalhando como Chef de Cozinha em clínicas privadas na Suíça e na Alemanha.

Hotel The Yeatman Porto

Chef Ricardo Costa

Ver Biografia

Nascido a 12 de Agosto de 1979, Ricardo Costa é um dos principais chefes em Portugal. Formado na Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra, desde cedo percebeu o seu gosto e apetência por cozinha. A sua experiência conta com uma passagem por vários hotéis e restaurantes em Portugal Continental, Madeira, Espanha e Inglaterra.

Exerceu funções de Chefe de Partida no Restaurante “El Girassol” com o Chefe Joachin Koerper. Mais tarde, foi sub-Chefe no Sheraton Porto Hotel & Spa com o Chefe Executivo Jerónimo Ferreira, sendo ainda responsável pelo “Porto Novo”, Restaurante pertencente ao referido hotel. Foi ainda Chefe de Cozinha no Restaurante “The Portal”, em Londres.

Foi galardoado com uma estrela Michelin em 2009 e em 2010, quando desempenhava a função de Chefe Executivo no Restaurante Largo do Paço, no hotel Casa da Calçada em Amarante.

Recebeu o prémio anual do Chefe do Ano 2009 pela conceituada revista portuguesa “Wine”, tendo sido considerado líder da nova geração de Chefes portugueses.

Mais tarde, em 2013, foi premiado na categoria de “Melhor Cozinheiro de Portugal” na segunda edição do festival Arco Atlântico, que decorreu em Gijón (Espanha).

Actualmente exerce o cargo de Chefe Executivo no The Yeatman, estando responsável pelas suas cozinhas, sendo de salientar a do Restaurante Gastronómico. O Restaurante do The Yeatman foi galardoado com uma estrela Michelin, nos guias de 2012, 2013 e 2014.

Hotel Vila Joya Algarve

Chef Dieter Koshina

Ver Biografia

A história de sucesso da relação entre o Vila Joya e o Chef Dieter Koschina começou em 1991, quando o então Chef residente do Hotel demitiu-se inesperadamente em plena época alta. Para fazer face a esta sensível ocorrência, Claudia Jung, proprietária do Vila Joya, liga para um dos chefs mais famosos da Áustria, Sr. Werner Matt. Este não estava presente no momento do contacto telefónico… do outro lado da linha estava o Chef Koschina. Três dias depois, o Sr. Koschina conheceu a Sra Jung em Munique e pouco dias depois começara a sua Aventura no Algarve.

Depois de uns anos de definições e adaptações… surge em 1995 a primeira estrela Michelin. Passados 4 anos, o Chef é galardoado com a segunda estrela. Além das estrelas Michelin, Dieter Koschina coloca em 2011 o restaurante do Vila Joya na lista dos 100 melhores restaurantes do mundo (World’s 100 Best Restaurant), estreando-se na 79ª posição.

Em 2012 o restaurante do Vila Joya entra no exclusivo top 50 (posição 45). A assertiva escalada perdurou durante os anos seguintes. Em 2013 chega à 37ª posição, tendo o ano passado alcançado a prestigiante 22ª posição!

O Chef Koschina, com o seu trabalho, entusiasmo e arte elevou o restaurante do Vila Joya ao nível dos melhores do mundo. Mas a exigência dos clientes do Hotel e o sempre apoio da família Jung imprimiram exigência e necessidade de renovação permanente à criatividade do Chef.

Compreender este namoro é entender o sucesso de ambos!

A carreira do Chef Koschina começou num restaurante self-service na Áustria. Mais tarde trabalhou em vários restaurantes Estrela Michelin, como o Souvretta Haus, o Tantris, o Tristan e o Vienna Plaza antes de sua carreira de mais de 20 anos no Vila Joya.

O seu estilo de culinária é definida como mediterrânea moderna.

Altis Grand Hotel

Chef João Rodrigues

Ver Biografia

Formou-se em cozinha e pastelaria na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa com 21 anos, vinha da área de químicas onde ambicionava ser biólogo marinho.

O curso tinha a duração de 3 anos, estagiou no Hotel Sheraton e no Hotel Ritz e durante todo o curso trabalhou em part-time no Hotel Lisboa Plaza. Quando terminou o curso ganhou o prémio de melhor aluno de cozinha e entrou para o curso de Produção Alimentar na Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril.

Ainda nesse ano, começou a trabalhar no restaurante Bica do Sapato, restaurante onde ficou por três anos.

Mudou-se para o Hotel Ritz, onde trabalhou com o Chefe Sebastien Grospelier (2 estrelas Michelin), no restaurante Varanda aprendeu imenso em termos técnicos.

O projecto seguinte foi a abertura das áreas todas de restauração do Casino de Lisboa, onde posteriormente ficou no restaurante Pragma sob o comando do chefe Fausto Airoldi. E em 2007 ganhou o concurso Chefe Cozinheiro do ano e integrou a equipa Nacional Olímpica de cozinha no Wacs Mediterranean Challenge, onde conseguiram duas medalhas de prata.

Em 2009 participou na abertura do Altis Belém Hotel & Spa como sub-chefe do Hotel e chefe residente do restaurante Feitoria onde ganhamos a primeira Estrela Michelin tendo sido renovada em 2013.

É actualmente o chefe executivo do Altis Belém Hotel & Spa.